Acessórios de Fotografia

– Tripés

Um dos acessórios essenciais da maquina fotográfica é o tripé. Apesar de existirem um conjunto de situações em que o uso do tripé é escusado ou improdutivo, muitas situações requerem a utilização deste acessório. Sempre que temos de baixar o shutterspeed, e em que qualquer imprecisão durante o período de exposição pode levar a que a fotografia fique “tremida”,em longas sequencias fotográficas em que a composição tem de ser sempre igual ou mesmo quando fotografamos em baixa luz.

A sua utilização, sempre que possível aumenta imenso a estabilidade das fotografias produzindo melhores resultados, com imagens mais claras e mais bem definidas. Usar um tripé por vezes obriga-nos a pensar melhor as composições, já que todo o processo de montagem e calibração demora mais tempo do que apontar e disparar. Todos os ajustes necessários à melhoria da imagem tornam-se mais fáceis com a maquina parada no tripé, com a composição que queremos, podendo regular com mais precisão todos os parâmetros a definir.

– Remotes

Concebidos para poder iniciar a fotografia à distancia, estes mecanismos são especialmente úteis no âmbito da fotografia nocturna e na utilização do BULB Mode da máquina, os comandos à distancia permitem tirar a fotografia sem causar vibrações no momento em que a exposição inicia, fazendo com que o produto final seja uma fotografia muito mais bem definida. Alguns comandos permitem fazer temporizações entre fotografias, sendo particularmente úteis para maquinas que não possuem essa acessibilidade, desbloqueando a possibilidade de tirar sequencias e fazer timelapses.

– Sliders

Os sliders tal como os tripés permitem-nos manter a camara super estável, tendo no entanto algum espaço de manobra para poder compor fotografia sequencialmente, ou mesmo vídeo. Podem ser utilizados no topo de uma base de tripé. Em conjunção com motorização e estabilização permitem fazer sequencias de fotografias com uma movimentação determinada. Muito utilizados em timelapses nocturnos, entrevistas, pequenas sequencias de vídeo com movimentações mais curtas.

– Gimbals e Steady Cam

Porque cada vez mais assistimos a uma mistura da utilização criativa de materiais do âmbito do vídeo na fotografia, os gimbals e steady cams, passaram também a ser utilizados na fotografia. O Stop Motion, Timelapse e Hiperlapse, técnicas que agregam fotografias para criar uma sequencia de vídeo, podem beneficiar imenso da utilização destes mecanismos de estabilização.

– Drones

O Drone é por essência hoje em dia vendido com uma camara incorporada vocacionada para fazer fotografia e vídeo, por ser uma lente que se encontra incorporada num todo mecânico que lhe dá estabilização, pode à partida fazer uma boa exploração das técnicas de hiperlapse. Alguns drones de segmentos mais profissionais requerem mais do que uma pessoa para controlar fotografia ou vídeo aéreo, ficando um dos operadores a controlar as opções de voo, enquanto o fotografo ou videografo controla todos os parâmetros da câmara, bem como a composição fotográfica. Na composição de vídeo, o dialogo entre os dois é fundamental para que a rota do drone e movimento, acompanhem os desejos em termos de composição do videografo ou realizador.

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s